Segunda-feira 20/08/2018
Advocacia Dagoberto J.S.Lima - Newsletter
ANS pretende incluir 80 novas coberturas em planos de saúde
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) vai analisar todas as contribuições recebidas durante a Consulta Pública 53, encerrada no último dia 6, visando à inclusão, pelos planos de saúde, de cerca de 80 coberturas.Elas incluem procedimentos médicos e odontológicos, medicamentos, terapias e exames, além da atualização de mais de 30 procedimentos já cobertos. A proposta destaca a inclusão de 36 medicamentos para tratamento oral domiciliar de câncer, a introdução de uma nova técnica de radioterapia e cerca de 30 cirurgias por vídeo.

Após reunião do grupo técnico da agência, previsto para o final de setembro deste ano, o novo rol deverá ser concluído para publicação no dia 1º de janeiro de 2014, informou a assessoria de imprensa da ANS.

Leia mais +
Ouvidoria da ANS lança Manual para orientar operadoras
A Ouvidoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) acaba de lançar um manual para auxiliar as operadoras de planos de saúde a implantarem suas próprias ouvidorias.

Com conteúdo objetivo e prático, a publicação esclarece as atribuições de um ouvidor; enumera requisitos importantes para a eficácia do órgão e traz orientações para o bom atendimento e uma correta classificação de demandas.
Leia mais +
Para 96% dos brasileiros, plano de saúde é essencial
Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), revelou que os planos de saúde são o terceiro maior desejo de consumo dos brasileiros que não possuem o benefício – atrás da casa própria e da educação. A maior parte (96%) acham que os planos trazem mais segurança em caso de doença ou acidente, e é essencial para quem tem filhos.

Para 47% dos entrevistados, a qualidade do atendimento é a maior razão para ter um plano de saúde, seguido pela precariedade da saúde pública (39%). A segurança e a tranquilidade de ter o plano para o caso de uma doença no futuro é a terceira razão, com 18%.
Leia mais +
Despesas assistenciais de operadoras crescem 133,8% em 5 anos
As despesas das grandes operadoras no Brasil cresceram 133,8% em cinco anos (de 2007 a 2012), segundo informou a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde). O cálculo considera os dados mais recentes da Agência Nacional de Saúde (ANS). No ano passado, os gastos com consultas, exames e internações entre outros ficaram em R$ 30,1 bilhões.

O crescimento nas operadoras e seguradoras de grande porte associadas à FenaSaúde é maior do que a do mercado como um todo. Considerando-se todas as operadoras em atividade, incluindo cooperativas e medicina de grupo, foram R$ 78,8 bilhões gastos, alta de 91,2% no período.

Leia mais +
Copyright © Advocacia Dagoberto J. S. Limaunitri