Segunda-feira 26/02/2018
Advocacia Dagoberto J.S.Lima - Newsletter
Fórum discutirá desafios da saúde pública e privada; veja alguns pontos

Para os brasileiros, o desejo de ter um plano de saúde só é menor do que o de comprar a casa própria e investir em educação. Os dados são de uma pesquisa encomendada ao Datafolha pelo IESS (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar), divulgada em agosto de 2013.

Entre os entrevistados, 36% responderam que a prioridade é garantir um imóvel, seguidos por 32% que preferem gastar com o ensino e 18% que privilegiam o atendimento em hospitais particulares.

Leia mais +
Planos são obrigados a divulgar qualificação de médicos e hospitais credenciados

Planos de saúde agora são obrigados a informar qualificação de médicos e de hospitais que fazem parte da rede de atendimento. A determinação da Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS, vale desde sexta-feira. 

A norma estabelece que a especialização dos profissionais e os certificados de Acreditação das unidades devem ser sinalizados tanto nos livros dos convênios quanto na lista de prestadores de serviço na internet.

Leia mais +
Consumidores já podem verificar a qualificação de profissionais e estabelecimentos de saúde

A partir desta sexta-feira, 21/03/2014, todas as operadoras de planos de saúde deverão divulgar à sociedade informações referentes à qualificação dos profissionais e estabelecimentos de saúde que fazem parte de suas rede credenciadas. Se um médico possui especialização ou se um hospital possui certificado de Acreditação, por exemplo, o livro de convênio e a página da operadora na internet deverão ter o ícone relativo a esses atributos nas listas de sua rede prestadora de serviços de saúde. 

A medida tem como objetivos ampliar o poder de avaliação e de escolha por parte dos beneficiários, destacar os atributos que diferenciam os prestadores e ainda estimular a adesão destes profissionais e estabelecimentos de saúde a programas que melhorem seus desempenhos e os qualifiquem.

Leia mais +
Governo pode elevar tributos para compensar conta de luz, diz Receita

Para não ter uma conta de luz mais alta, os brasileiros podem ter que pagar mais em outros tributos. Segundo a Secretaria da Receita Federal, algumas taxas podem ser elevadas já no curto prazo. O objetivo é compensar o gasto adicional de R$ 4 bilhões do governo com a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), resultado do acionamento das usinas térmicas por causa da baixa nos reservatórios das hidrelétricas.


"A Receita Federal apresenta uma cesta de possibilidades para o ministro da Fazenda [Guido Mantega] e para a Casa Civil [da Presidência da República, comandada por Aloisio Mercadante]. Os estudos foram feitos e a construção de cenários, realizada. Não temos como dizer quais impostos vão subir, mas algumas medidas estão em vias de implementação", declarou nesta terça-feira (25) o secretário-adjunto do órgão, Luiz Fernando Teixeira Nunes. Ele acrescentou que "outras medidas podem ser adotadas" no futuro.
Leia mais +
Brasileiros já pagaram R$ 400 bilhões em impostos em 2014

O valor pago pelos brasileiros em impostos federais, estaduais e municipais no ano já soma R$ 400 bilhões. A marca foi registrada nesta segunda-feira (24), por volta de 19h, segundo o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

No ano passado, a mesma marca foi registrada somente no dia 3 de abril, o que aponta para o aumento da arrecadação em 2014.

Leia mais +
Copyright © Advocacia Dagoberto J. S. Limaunitri