Segunda-feira 28/05/2018
Advocacia Dagoberto J.S.Lima - Newsletter
ANS amplia e padroniza informações para consumidores de planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está aprimorando e ampliando o acesso dos consumidores às informações sobre os diferentes tipos de planos de saúde que são comercializados no país. Resolução publicada nesta quarta-feira (29/04) determina que as operadoras informem seus beneficiários sobre as principais características dos planos coletivo empresarial, coletivo por adesão e individual ou familiar, para que não haja dúvida sobre o produto contratado. Os esclarecimentos serão prestados aos consumidores que já têm planos e também aos novos beneficiários, no momento da contratação.

A norma faz parte da atualização da lista básica de informações que devem ser prestadas pelas empresas aos consumidores. Passará a valer a partir de janeiro de 2016, juntamente com as demais determinações estabelecidas pela Resolução Normativa nº 360. A medida se soma ao conjunto de informações mínimas exigidas para a identificação dos beneficiários, tais como o registro da operadora, número do Cartão SUS, tipo de acomodação, abrangência geográfica e todos os outros itens do produto adquirido.

Leia mais +
Mudança na lei: planos de saúde tem de ser mais claros

Resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) publicada na última semana determina que as operadoras informem aos usuários das principais características e diferenças entre os planos coletivo empresarial, coletivo por adesão e individual ou familiar. O objetivo da ANS é reduzir dúvidas do consumidor sobre o produto contratado.

A norma faz parte da atualização da lista básica de informações que devem ser prestadas pelas empresas aos consumidores. Passará a valer a partir de janeiro de 2016. A medida se soma ao conjunto de informações mínimas exigidas para a identificação dos beneficiários, tais como o registro da operadora, número do Cartão SUS, tipo de acomodação, abrangência geográfica e todos os outros itens do produto adquirido.

Leia mais +
Câmara deve iniciar nesta terça votação das MPs do ajuste fiscal

Com a presença de sindicalistas nas galerias do plenário, a Câmara dos Deputados deve começar a votar na tarde desta terça-feira (5) as duas medidas provisórias que restringem o acesso dos trabalhadores a uma série de benefícios trabalhistas e previdenciários, as chamadas MPs do ajuste fiscal.

Apontadas pelo Palácio do Planalto como indispensáveis para reequilibrar a economia, as propostas dividem o Congresso Nacional e geram indignação no meio sindical.

Leia mais +
Executivos defendem terceirização e dizem que reduz burocracia

A regulamentação da terceirização no setor privado reduziria a burocracia e elevaria a produtividade da economia nacional. A opinião foi manifestada de forma consensual pelos empresários que compareceram nesta segunda-feira à festa em comemoração aos 15 anos do Valor, na capital paulista.

A presidente do Grupo Magazine Luiza, Luiza Trajano, afirmou que a proposta, em tramitação no Senado, formalizará uma realidade que já existe no setor privado brasileiro. “Vai formalizar o que está informal. Além disso, reduzirá a burocracia. Não sou daquelas pessoas que acham que a lei vai gerar desemprego”, disse.

Leia mais +
Copyright © Advocacia Dagoberto J. S. Limaunitri