Quinta-feira 16/08/2018
Advocacia Dagoberto J.S.Lima - Newsletter
Unimed Paulistana: diretores da ANS reúnem-se com Ministérios Públicos

O diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), José Carlos Abrahão, e o diretor de Normas de Habilitação das Operadoras, Leandro Reis Tavares, reuniram-se na última semana com o representante do Ministério Público Federal (MPF), Marcos Corrêa, e do  Ministério Público de São Paulo (MP-SP), Márcio Rosa.

O objetivo do encontro foi discutir medidas para agilizar a solução para os beneficiários da Unimed Paulistana, operadora de planos de saúde que teve a alienação de carteira determinada pela ANS no dia 02/09/2015.

Leia mais +
Pacientes com câncer demoram para conseguir tratamento na rede pública

O Bom Dia Brasil fala sobre a demora no atendimento das pessoas que buscam tratamento para o câncer nos hospitais públicos. O tema foi assunto de uma reportagem nesta segunda-feira (14).

Nesta terça-feira (15), o Bom Dia Brasil mostra que a longa espera e a falta de remédios essenciais transformaram a saúde na antessala dos tribunais e nem na Justiça esses pacientes conseguem o tratamento que precisam.

Leia mais +
Gestores e planejadores, saibam como anda a saúde da população brasileira

A maior importante fonte de informação sobre a saúde da população brasileira tem sido ignorada por muitos planejadores e gestores do setor da saúde, particularmente no sistema privado. Trata-se da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo IBGE, que abrange uma amostra representativa de todo o país, com mais de 80.000 domicílios, onde os entrevistados receberam visitas pessoais com a coleta de diversas informações relevantes, realizaram medidas biométricas (como peso, circunferência abdominal e pressão arterial) e coleta de material biológico (para dosagem, por exemplo, de hemoglobina glicada, colesterol, creatinina). Frequentemente observamos alguns relatos de pesquisas (públicas ou privadas) apresentando unicamente dados referidos e ignorando as relevantes informações da PNS.

Neste post, desejo comentar algumas informações dos volumes 2 e 3 da pesquisa, recentemente lançado. Avaliou-se a proporção de pessoas que tinham algum plano de saúde (médico ou odontológico). A média nacional foi de 27,9%, mas com grande variação entre as Regiões (Norte, 13,3%; Nordeste, 15,5%; Centro-Oeste,30,4%; Sul, 32,8% e Sudeste, 36,9%). Na população urbana, 31,7% dos respondentes possui plano de saúde, em contraste com apenas 6,2% na população rural. Muitas vezes os programas de saúde são elaborados com a premissa de que a distribuição de usuários de planos de saúde é homogênea no Brasil, mas o fato, por exemplo de que cerca de 85% dos moradores nas regiões Norte e Nordeste não tem esta cobertura é uma informação muito relevante.

Leia mais +
Mortalidade infantil no Brasil caiu 73% nos últimos 25 anos

Brasília - A mortalidade infantil no Brasil caiu 73% nos últimos 25 anos, segundo dados divulgados hoje (9) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com o relatório Níveis e Tendências da Mortalidade Infantil 2015, o índice de mortes entre crianças brasileiras menores de 5 anos passou, em 1990, de 61 óbitos para cada mil nascidas vivas para 16 óbitos para cada mil nascidas vivas em 2015.

Leia mais +
Apps para pacientes: saiba os tipos e o que fazem para a Saúde

Antes de entendermos como anda o mercado de Apps para Saúde, é interessante compreender como cresceu a importância dos pacientes na melhoria do sistema de saúde. Antes os médicos eram responsáveis pelos cuidados de saúde e posteriormente as próprias operadoras de Saúde ganharam relevância nessa responsabilidade, porém a tendência é que os pacientes cada vez mais ganhem mais destaque nessa transformação dos cuidados.

E os Apps de Saúde utilizados pelos pacientes têm um papel fundamental nessa mudança de cenário, porém para isso também precisam passar por algumas mudanças que veremos mais adiante.

Leia mais +
Copyright © Advocacia Dagoberto J. S. Limaunitri